quinta-feira, 28 de outubro de 2010

O que um coração carrega


O amor oculto.
Me paralisa.
São muitos sentimentos guardados.
Palavras não ditas.
Tanto para demonstrar.
Ás vezes fico a imaginar.
Será que sabe o que um coração carrega?
O que a boca cala.
E o corpo imobiliza.
Desde muito cedo nos unimos.
Nosso elo é perpétuo.
Me vejo em você.
E a você dedico esta poesia.
E declaro meu amor.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Árvore?


(Sp2010 - Canson - 41x32cm - marcadores, lápis de cor)

Obs.: Clique na imagem para ver em tamanho ampliado.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Liberdade Artificial

21/10/10
13:25
Da janela do meu quarto eu posso te ver...
Seus passos são lentos demais para uma jornada tão longa.
Seus sonhos são previsíveis para uma busca tão misteriosa.
Da mesma janela vejo as “marias” sorridentes, ágeis, espertas
Vejo as mortais moléculas de dióxido e a falta de paz que o transito trás.
Ali fora o tempo exprime idéias e rouba ações,
Transforma assassinos em mocinhos e descarta as possibilidades.
... e da minha pequenina janela eu ainda posso te ver ao longe...
Sua bagagem é pouca, mas seus medos pesam mais.
As incertezas andam ao seu lado, mas você não pode afastá-las.
Talvez elas sejam suas eternas companheiras.
Talvez...
Esta janela mostra-me a versão humana sobre o significado de liberdade,
E a ilusão que temos e aplicamos ao que entendemos sobre isso.
A maneira como vivemos seu significado, como atribuímos ao nosso meio em seu todo.
... mostra-me a solidão que sua falta nos trás e tudo aquilo que deixamos para depois,
Por tantos e tantos e tantos medos. Por inveja e descrença.
Daqui posso ser tola e julgar os erros dos outros e até decifrar o que acredito serem acertos.
Por detrás destes vidros posso amar quem eu quiser e ser feliz por este amor...
Posso acreditar em minhas maluquices e dançar nua para a lua.
Posso deixar a luz penetrar em meus ossos no decorrer do dia
... e me envolver com o frio na chegada da noite.
Posso curtir minha liberdade artificial e acreditar que sou realmente livre.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

De amigos melhor ouvir o destino...

O corvo

Meia noite!
Falo à porta do quarto que me range.

Não durmo,
descasco maçanetas
tomo acento
brindo à noite com taça de lua.

Enquanto suspiro,
um eco se esfumaça – asa
abrindo minhas janelas.

A noite não é só minha.

Pequem
não sejam covardes, Ele só se assusta
ao ouvir seu nome – Noite!

De amigos melhor ouvir o destino,
nunca corvo
nem ave sem retorno.

Carmen Silvia Presotto

Sorteio - A Luz do Sul - Osvaldo Junior

Olá amigos e amigas da Poesia. Hoje, mais uma vez, o amor toma conta do blog Cosmonautas.

Primeiramente quero agradecer aos leitores, parceiros e amigos que leram e comentaram na resenha do livro A Luz do Sul, pois esses comentários proporcionaram a possibilidade de realizarmos a promoção a seguir:


Primeiramente, leia a resenha do livro AQUI

-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-==-=-=
Para participar do sorteio basta seguir algumas regrinhas simples:

01 - Você deve seguir o Blog Grupo Cosmonautas publicamente. (Você pode usar sua conta do google, twitter ou yahoo!)

02 - Deixar o seguinte comentário nesse post: "Quero amor, poesia e luz na minha vida."
Obs.: Comentar apenas na primeira participação.

03 - Preencher o formulário AQUI

Pronto! Seguindo estes passos você já está concorrendo ao exemplar de "A Luz do Sul" !

Lembrando que você terá o dobro de chances de ganhar!  Serão DOIS EXEMPLARES SORTEADOS, portanto, duas pessoas serão contempladas.
-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-==-=-=

Quer ter mais chances de ser sorteado?

04 - Se você tiver uma conta no twitter, siga @Cosmonautas e ganhe mais um número para o sorteio. (Preenchendo mais uma vez o formulário AQUI)

05 - Se você tiver uma conta no twitter, siga @junoescritor e ganhe mais um número para o sorteio. (Preenchendo mais uma vez o formulário AQUI)

06 - Entrando na comunidade "Cosmonautas" no orkut você ganha mais um número para o sorteio! (Preenchendo mais uma vez o formulário AQUI)

07 - Quem divulgar no Twitter ganha outro número - basta deixar o link da divulgação no formulário, preenchendo uma vez mais AQUI

Frase a ser divulgada:

RT: #sorteio @Cosmonautas + @junoescritor Sorteiam DOIS exemplares do livro "A Luz do Sul" - Eu quero o meu! (http://migre.me/1EXgH)

Pessoal, apenas lembrando: Para evitar spam, a frase pode ser tuitada ou retuitada a cada 2 horas, ok?

As inscrições podem ser feitas a partir de hoje (20/10), até domingo (31/10) a meia noite. O sorteio será efetuado pelo site RANDOM.ORG - e o resultado postado no blog, na segunda, dia 01 de Novembro.
O ganhador ou ganhadora terá 03 (três) dias para responder o email e enviar seu endereço. Caso não houver resposta em três dias, o sorteio será efetuado novamente.

BOA SORTE!
.

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

A Luz do Sul

Poemas e pensamentos de amor

Durante esta resenha, como de costume, citarei alguns trechos do livro do autor, que é para o leitor poder ter uma ideia do estilo de escrita, porém, quero começar levantando uma questão:
- Por que será que dia após dia vemos mais conflitos? Alguns perto, outros longe, e até mais do que isso, algumas vezes nos vemos no meio do conflito. Por que vemos cada vez mais indiferença? Desconfiança, traição, inimizades...
- Será que não nos está faltando plantar, cultivar e colher mais amor? Digo de um modo geral, começando por cada pessoa, passando pelas instituições e seus poderosos chefãos...

Sinceramente, não apenas acredito como também vejo que falta amor no mundo - algumas pessoas simplesmente não o deixam entrar.
Mas não me atrevo a dizer que o amor acabou, também não me farei de cego e digo que vejo muito amor em certas pessoas e em certos lugares. E é bom ver o amor vivo, é bom ver sentimentos sendo transformados em ações, porque é isso que o amor faz, move o mundo.

Nesse intuíto, de plantar, cultivar e colher mais amor que estou aqui hoje, com alegria para levar até vocês uma palavra de amor. Hoje falarei sobre a obra do escritor Osvaldo Junior Pansera Waczuk, "A Luz do Sul".
.
"O amor não é jogo de azar, mas se deve jogar e ariscar todas as cartas para encontrar a dama perfeita que completará todas as apostas."

Lendo esta obra pode-se perceber a visão longínqua de seu autor. Osvaldo Junior largou a medicina para trabalhar como escritor e recusou convites de morar no exterior para poder incentivar e ajudar as pessoas da terra onde nasceu e cresceu (Rio Grande do Sul, Brasil).

"Nada é feito somente de lógica, consequências e acasos. Aquele que não presta atenção, perde o espetáculo dos sentidos".

Como o próprio autor fala, o formato do livro é despojado, com  ilustrações e poemas sem títulos ou limitações, alguns são pensamentos soltos traduzidos em palavras, enquanto outros são verdadeiras histórias de amor.

A leitura é agradável, fluída, convidativa e reflexiva.

Um pouco sobre o autor: Escritor desde a infância, Osvaldo Junior, hoje com 24 anos, nasceu em Erechim e foi criado em uma pequena cidade do interior do Rio Grande do Sul, aprendeu desde cedo o valor de cada pequeno detalhe das coisas simples da vida.

O autor não sofreu influência de nenhum gênero literário, apenas possui um dom natural para expressar seus sentimentos, inspirando-se em sua imaginação ilimitada e sensibilidade, faz com que as pessoas descubram um novo caminho e passem a ver a vida sob outro ponto de vista.

"Éramos jovens e não sabíamos de nada, perdidos na vastidão dos desejos por longos beijos descobríamos do que era feito o amor, como se a cada passo fosse uma caminhada perfeita ao paraíso dos sonhos, lindos momentos de glória sentindo a pele arrepiar em meio à escuridão de lua cheia aproveitando cada segundo, fazendo valer a intensidade de cada carícia, duas peles colocadas esbanjando hormônios. Na pureza de nossos sonhos esquecíamos completamente da vida nos entregando a uma ardente e louca paixão."

Bom pessoal, este livro realmente é uma injeção de ânimo, leitura perfeita para antes de dormir, para ficar tranquilo ou ao acordar para começar muito bem o seu dia.

E agora, para o nosso dia ficar ainda mais feliz, vamos fazer um trato? Quando chegarmos a 20 comentários nesta resenha, colocarei no ar a promoção sorteando não apenas um, mas DOIS EXEMPLARES deste livro! Ok?

Um abraço e muito amor a todos!

(Conheça um pouco mais sobre o autor clicando em "Mais informações" logo abaixo)

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Algo

Tudo dói;
Algo cura.

Tudo muda;
Nada espera.

Tudo é energia;
Tudo se move.

Tudo acontece;
Ninguém diz nada.

Nada resolve;
Tudo desespera.

Tudo se atrai;
Nada se confirma.

É a dúvida;
Que eu amo.

Não queremos nada além
De tudo que conseguirmos.
.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Resultado do Sorteio do livro "A cada três segundos"

Olá novamente. Depois de um tempo sem ter acesso a internet, devido a minha mudança de residência e escritório, agora estamos devolta, com força máxima, já para divulgar o resultado do primeiro sorteio do Blog.

Primeiramente quero deixar um muito obrigado a todas as pessoas que participaram do sorteio, divulgando no twitter, e tudo mais. E também dizer que já estamos preparando a próxima promoção, desta vez com sorteio de dois exemplares - fiquem atentos ao blog!

Agora vamos ao que interessa: Foram gerados um total de 87 números, e o sorteio foi efetuado pelo Random.org - sendo que o número sorteado foi o 63 e o(a) ganhador(a) foi....

                    


            Monique Martins







Monique, parabéns! Já foi enviado um email solicitando seus dados para o envio do livro, ok?

Um abraço e até o próximo!

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Anti Inércia


Somos estradas de duas mãos.
Pensamento de união.
Bifurcação.
Somos os passos dados para a chegada.
E chegar aonde?
Se o céu é o limite.
Não importa.
A algum lugar vamos chegar.
Pois corpo parado fica em inércia.
Vamos nos movimentar.

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Esquecer ou amar

É complicado explicar
Mais comum viver
É tão fácil errar
Difícil perceber

Na solidão das ruas
A companhia do som
Na verdade das cordas
De um sentimento nas mãos

Vem cá meu bem
Vamos sentar,
E falar de Amor
Fale o que quiser, vou psicografar
No computador

Olhar,
Indecisão,
Serpa que essas palavras
Servem pro refrão

Eu tenho algo a dizer
Melhor executar
Qual a melhor forma:
Esquecer ou amar?

domingo, 3 de outubro de 2010

Fronteira de Almas

Poesia

tuas folhas

teus passos

tatuam minha pele

abraço teus dedos

ganho morada


onde um corpo cai

outro se liberta

mapas

cartas

cartilhas

desejos

tramas infinitas

- quase nada -

às rugas que nem vivi


Poesia

de tuas mãos

sou salmo/sou sal

água marinha

vida

dobras

costura de vozes


Poesia

no sótão

no pátio

no porão

em mim

no silêncio

sou o eco com que me escreves


Poema de Carmen Silvia Presotto

Fotografia de Francieli Rebelatto


sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Sopa rala!

Tomado
De chofre
Exalo
Este poema
Sopa rala...